terça-feira, 25 de agosto de 2015

Querida Batata

Aceitei este desafio que vi no blog da S e resolvi escrever uma carta a mim mesma. Vamos a isto.

Querida Batata,
Antes de mais nada, põe um sorriso nessa cara. Tens um sorriso tão bonito, não deixes que as lágrimas to apaguem. Sei que muitas vezes te sentes sozinha, sentes que ninguém gosta de ti. Mas que também são muitas as vezes em que estás rodeada de pessoas e desejas estar sozinha. Deixa de duvidar tanto de ti, acredita nas tuas capacidades. Tu sabes que consegues, que és capaz, portanto para de ser pessimista e luta, Batata. Luta sempre! Nunca baixes os braços, mesmo quando perdes uma batalha. O verdadeiro herói, Batata, é aquele que se levanta e que encara as dificuldades com ainda mais garra. Sê uma heroína; sê a tua própria heroína, não queiras ser a heroína de mais ninguém. E por favor para de desistir sem tentares primeiro. A vida no fundo é como um livro - não desistas de o ler só porque não gostaste do prefácio. As coisas conseguem-se com tempo, tens de ser paciente, tens de te esforçar, tens de dar tudo por tudo!
E esquece a indiferença; não tentes ser indiferente a tudo. Há pessoas na tua vida que te amam e que tu amas também. Não podes viver com esse medo constante de ser magoada. Não podes ser tão insegura, tão tímida nas tuas ações. Descontrai, faz aquilo que gostas, diz aquilo que queres dizer. Não fujas quando as coisas estão a correr menos bem. Fica; luta por aquilo que queres. Ao longo da tua vida vais ter de enfrentar inúmeros obstáculos, vais ter de lidar com muitas discussões, mas vais ficar lá para as resolver. Pensa nas pessoas que já perdeste por teres medo de lidar com as coisas. Já és uma menina grandinha, portanto age como uma pessoa adulta. Fala sobre as coisas, não tenhas medo de as dizer. Não deites tudo a perder por medo, por timidez, por falta de coragem. Pensa que podes ter nas mãos uma oportunidade que a vida te proporcionou e que podes não recuperar, se a deitares a perder. Mas acima de tudo, Batata, tenta ser feliz. Vão haver dias menos bons, mas mantém a cabeça erguida. Se o dia de hoje correu mal, vive com a certeza de que o dia de amanhã será melhor... até breve.

4 comentários:

  1. Fico muito contente que tenhas aceite e gostei mesmo muito de ler a tua carta.
    É um processo "estranho" quando a escrevemos mas no final quando vemos o resultado é algo bastante bom (:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi um bocadinho estranho começar, mas foi interessante refletir sobre as coisas e pôr-me um pouco "do lado de fora" para as tentar ver de forma mais clara. Foi uma boa experiência! :)

      Eliminar
  2. Gostei muito de ler, esta carta bem que podia ter sido dirigida a mim xP

    R: Fico contente que tenhas gostado ^^ Vou publicar mais, assim de vez em quando :) Mas só vou publicar textos soltos :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Siiiimmmm por favor publica mais! :) Um beijinho!

      Eliminar